FESTA DOS VAQUEIROS

FESTA DOS VAQUEIROS
CONTAGEM REGRESSIVA!

quarta-feira, outubro 05, 2016

LAVA JATO INVESTIGA PROPINAS EM COMPRA DE TERMOELÉTRICAS NO GOVERNO FHC

Lava Jato investiga propinas em compra de termoelétricas no governo FHC

A Polícia Federal abriu um inquérito para investigar a compra de termoelétricas pelo governo Fernando Henrique Cardoso (FHC), entre 1999 e 2001. A investigação é baseada nas declarações do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, que na década de 1990 era gerente de energia do Departamento Industrial da estatal. De acordo com o Estadão, Cerveró disse que em 1997 foi vislumbrada a possibilidade de uma crise energética no Brasil e por isso a petrolífera começou a negociar o desenvolvimentod e térmicas. "Em 1999, Delcídio do Amaral assumiu uma das Diretorias da Petrobras, denominada provisoriamente Diretoria de Participações; que Delcídio do Amaral chamou o declarante para trabalhar com ele na Diretoria de Gás e Energia da Petrobras; que, em fevereiro de 2000, o presidente da República Fernando Henrique Cardoso criou um programa pioritário de termelétricas (PPT), para geração de energia por meio de termoelétricas para enfrentar a crise conhecida como 'apagão'", relatou. Segundo o diretor, na primeira aquisição de turbinas para construção e exploração das termoelétricas já houve pagamento de propina, negociada com o representante da ABB no Rio de Janeiro. A empresa posteriormente adquirida pela Alstom e, em seguida, pela GE. A propina acertada foi de US$ 600 mil a US$ 700 mil para o próprio Cerveró e valor um pouco menor para sua equipe na Petrobras. "Que foi nessa época que o declarante abriu uma conta na Suíla para receber propina; Que os valores destinados ao declarante foram recebidos nessa conta na Suíça", disse o ex-diretor em depoimento. A assessoria de imprensa de Fernando Henrique Cardoso informou que o ex-presidente não tem informações sobre o inquérito, mas é favorável às investigações. A GE/Alstom informou que não foi notificada sobre o inquérito e não comenta nenhum tipo de especulação.

Bahia Noticias

Nenhum comentário: