FESTA DOS VAQUEIROS

FESTA DOS VAQUEIROS
FESTA DOS VAQUEIROS CHORROCHO-BA

sexta-feira, maio 23, 2014

BOMBA- MARIO NEGROMOTE(PP) TALVEZ NÃO POSSA ASSUMIR O TCM, DEVIDO A UM ACORDO ENTRE O TCM E MP.


Os caminhos que trilham para a indicação do deputado federal Mário Negromonte (PP) podem não ser tão simples assim como se pensava. Além de ter que convencer a oposição na Assembleia, que pode atrapalhar os planos governistas por já terem fechado os detentores da vacância tanto no Tribunal de Contas dos Municípios quanto o do Estado, o pepista terá de se desviar do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado entre o TCM e o Ministério Público (MP).
O termo acerta como disponível a vaga, após aposentadoria do ex-conselheiro Paulo Maracajá, para ser preenchida pelo MP.
O fato já havia sido lembrado logo no processo de anúncio dos possíveis postulantes às vagas das cortes, cujo centro firmava o TCM. O atual presidente da instituição, Francisco Neto, deverá pôr em prática o TAC.
A vaga não pode ser preenchida por promotores com idade inferior a 35 anos, o que impossibilita a posse de um dos três nomes disponíveis. A solução seria a nomeação de um interino enquanto a exigência fosse cumprida.
Mas o assunto pode mesmo ficar dentro do rol da família Negromonte e o problema ser sanado sem maiores contendas. Dos três promotores, a mais velha é a nora do pepista. Casada com o deputado estadual Mário Negromonte Jr. (PP), Camila Vasques Negromonte poderá ser a futura detentora da cadeira, caso o TAC seja cumprido como manda o figurino.
Há comentários nos bastidores políticos de que Francisco Neto poderá recorrer na Justiça pela vaga e solicitar o cumprimento do TAC. O atual chefe do TCM poderá ter como poderoso aliado o próprio Ministério Público estadual, um dos principais beneficiados com a ação.
A desarrumação dos encaminhamentos é um caso a ser resolvido, principalmente, pela alta cúpula do governo do estado.
É sabido que a vaga do TCM foi prometida pelo governador Jaques Wagner (PT) ao PP, fato confirmado por Negromonte, em entrevista à Tribuna. A acomodação fez parte do processo de negociação para construção da chapa situacionista encabeçada pelo deputado federal Rui Costa (PT) e que tem como vice um pepista: o seu colega de bancada na Câmara, João Leão (PP).
Se, por ventura, não conseguir o TCM, o PP poderá cobiçar uma das duas vagas do TCE. O fato atrapalharia os planos do PT e do PDT de emplacar os deputados Zezéu Ribeiro (PT) e João Bonfim (PDT), apadrinhado do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, companheiro de legenda e preterido da vaga de vice de Rui pelo governador.
http://adsimg.statig.com.br/RealMedia/ads/Creatives/default/empty.gif


Fonte:Tribuna da 

Nenhum comentário: