CURSO

CURSO
DIA 01 DE OUTUBRO EM BELÉM DO SÃO FRANCISCO-PE

segunda-feira, novembro 21, 2016

BLINDADO- JAQUES WAGNER ASSUME CARGO NO GOVERNO DO ESTADO.

‘Eu não sou grau de recurso da decisão de Rui Costa’, garante Wagner em posse

Novo coordenador do Conselho de Desenvolvimento da Bahia, o ex-governador Jaques Wagner afirmou, durante sua posse, que será um “soldado do comandante Rui Costa”. "Eu não sou grau de recurso da decisão de Rui Costa. Quem decide é o governador do Estado. Eu, a partir de hoje, passo a ser um auxiliar dele, como ele já foi meu auxiliar", garantiu, ao rebater o comentário sobre a proximidade entre os petistas. Em seu discurso durante a cerimônia, realizada nesta segunda-feira (21) na Governadoria, Wagner falou sobre o seu “recomeço” após deixar o cargo de Ministro da Casa Civil da presidente Dilma Rousseff, que sofreu impeachment em agosto deste ano. “Tem cheiro de recomeço, em condições diferentes, mas de uma certa forma eu era ministro, deixei de ser ministro por uma violência que foi feita na democracia brasileira, que está aí feito. E a história vai tratar de analisa-la.

Resultado de imagem para politico blindado

A gente está vendo várias coisas acontecendo”, pontuou. “Tem o salário de Fátima da aposentaria, então eu não ia passar fome, mas precisava trabalhar", brincou, no tom bem peculiar que acompanha a trajetória do ex-governador. O ex-ministro lembrou que desde o impeachment havia decidido auxiliar o governo baiano e explicou o que o levou ao “Conselhão”: “Para deixar bem claro, eu não venho aqui para fazer o papel da secretaria A ou B. Eu sempre digo que Deus escreve certo por linhas que às vezes não compreendemos. Quando houve a ruptura do governo da presidente Dilma eu disse: 'Bom, eu vou voltar para ajudar a Bahia'. Aí ficou essa discussão se ia ser secretário e eu não poderia chegar ao governo já criando um problema para o governador. E a verdade é que estamos em um momento de restrição de despesas e não poderia ser eu a chegar para contribuir já virando um problema, onde ele quebraria uma regra e o compromisso dele na restrição na criação de cargos”. O novo Wagner aproveitou, ainda, para criticar as comparações feitas entre a sua gestão e a de Rui Costa à frente do governo da Bahia. “Primeiro que eu acho que o homem que faz o posto, não o posto que faz o homem. É sentado em qualquer cadeira que, se você tiver disposição para trabalhar, você constrói. Segundo, eu acho uma certa crueldade alguns quererem comparar os meus oito anos de governo com os dois anos de governo do governador Rui Costa. Porque as realidades são completamente diferentes. Eu diria que e o governei nos anos das vacas gordas do presidente Lula e da presidenta Dilma. Em que você tinha um volume de dinheiro para investimento, seja por receita própria, seja  por receita repassada, totalmente diferente do momento que está se vivendo hoje. Segundo que o ambiente político em que eu governei era muito melhor do que o que se vive hoje”, avaliou.

Bahia Noticias

Nenhum comentário: