FESTA DOS VAQUEIROS

FESTA DOS VAQUEIROS
FESTA DOS VAQUEIROS CHORROCHO-BA

terça-feira, agosto 19, 2014

CONHEÇA OS FATORES QUE INFLUENCIAM A VELOCIDADE DA INTERNET


Ainda que timidamente, a banda larga de alta velocidade começa a aparecer nas grande cidades do Brasil. Em uma reportagem recente, mostramos os três pacotes mais rápidos oferecidos no país. Três empresas disponibilizam a chamada internet “ultrarrápida”, que pode chegar a 500 megabits por segundo de velocidade.


Antes de comentar novamente o preço desses serviços, vale um alerta muito importante. Mesmo que você pague o alto valor que esses planos pedem, pode ser que eles não acabem totalmente com a lentidão na hora de acessar sites específicos. Veja por que:

Distância

O primeiro fator que pode influenciar na velocidade de um serviço de banda larga é a distância entre o usuário e o conteúdo acessado. Isso se explica pelo simples fato de a internet funcionar através de protocolos com uma “garantia de entrega”.

E se você, por exemplo, acessar um conteúdo que estiver em um servidor do outro lado do mundo, a distância provavelmente vai tornar essa comunicação mais lenta.

Cientes da limitação, alguns sites, em vez de usar um canal único para se comunicar com o internauta, utilizam vários canais simultaneamente. Mais do que isso, grandes provedores de conteúdo e serviços online também já trouxeram seus arquivos para servidores aqui no Brasil através de redes compartilhadas. As CDN’s funcionam como uma espécie de GPS e mostram o melhor caminho para as informações chegarem mais rápido até o usuário.

O backbone da operadora 

A segunda razão pela qual uma internet superrápida pode ficar lenta é a própria infraestrutura e capacidade da operadora que oferece o serviço. Pense numa malha de trilhos de trem: uma rede é composta de vários circuitos nos quais os trechos de comunicação vão se interligando uns aos outros.

Quando o usuário contrata seu serviço de banda larga, a capacidade adquirida se refere sempre à rede da operadora.

Isso acontece porque as operadoras preparam suas infraestruturas a partir de um modelo estatístico, levando em conta que cada grupo de clientes se conecta à rede em horários distintos. Em situações de pico, nos quais muita gente se conecta ao mesmo tempo, o que normalmente acontece é uma queda momentânea da velocidade de conexão – seja qual for a velocidade da banda larga contratada.

Limitações do servidor 

O terceiro gargalo que limita a velocidade de conexão está relacionado ao próprio servidor de conteúdo.

Ou seja, se a sua velocidade de internet contratada for maior do que o limite do servidor, a conexão será estrangulada e ficará mais lenta. Interessante é que, além de trazer seus conteúdos para o Brasil, os grandes players da internet como Google e Facebook - para citar dois exemplos - já trabalham com servidores especiais para garantir o acesso em velocidade acima dos 100 megabits por segundo.

Tendo em vista todas essas limitações, será que vale a pena contratar um serviço de internet ultra rápida?! Ainda que os gargalos existam, a primeira vantagem é o fato de poder aproveitar vários serviços de conexões ou downloads simultaneamente. Tem também, é claro, a questão do preço. Ainda custa caro e a fibra óptica, necessária para serviços desse porte, ainda chega a pouquíssimos lugares no país.

Nossa sugestão é que você avalie e faça uma relação custo benefício. Preste atenção em quantos equipamentos você conecta ao mesmo tempo. Faça as contas. Aliás, no olhardigital.com.br, junto ao texto desta matéria, você encontra um link de outra reportagem que testamos e avaliamos o desempenho (e até preços) dos três serviços mais rápidos disponíveis para usuários domésticos e corporativos. Um item para nunca ser esquecido: o seu roteador. De nada adianta ter uma banda larga super rápida, se o seu roteador não dá conta. Acesse, confira e compartilhe suas opiniões.

Fonte: Olhar Digital/CLIC SERGIPE
Foto: Reprodução/
Olhar Digital


Nenhum comentário: