FESTA DOS VAQUEIROS

FESTA DOS VAQUEIROS
FESTA DOS VAQUEIROS CHORROCHO-BA

terça-feira, outubro 20, 2015

CURAÇÁ SEDIA UMA EDIÇÃO DO ‘ENCONTRO DA CAPRINOCULTURA’


Na manhã dessa segunda (19) foi realizada, na Câmara de Vereadores, a edição curaçaense dos Encontros municipais da caprinocultura integrada no Território do Sertão do São Francisco – EMCISSF, região composta por 10 municípios, na parte baiana. O Evento tem como tema o seguinte questionamento: “o que queremos para o desenvolvimento sócio-econômico da caprinocultura no Território do São Francisco?” e o slogan “Bode, terra e gente”. A reunião, que teve como objetivo o levantamento de propostas, contou com a presença de 40 pessoas entre: agricultores, técnicos, membros da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural – SMDR, comunicadores e vereadores. O Encontro foi promovido pela SMDR (Governo Municipal de Curaçá) em conjunto com o Instituto da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA e a Cooperbode, de Uauá-BA e teve o apoio da: Câmara de Vereadores, SEBRAE, Capritec e Governo do Estado Bahia.

 

O Encontro começou com uma apresentação básica dos seus objetivos, feita pelo Veterinário Marcos Borges e também por Robson Rodrigues, Presidente da Cooperativa de Bodes de Uauá (Cooperbode). Logo após, o Veterinário e Pesquisador, Sílvio Dória, fez uma palestra enfatizando o universo da caprinocultura e evidenciando pontos importantes para o seu desenvolvimento. Sílvio expôs experiências bem sucedidas de produção de carne e leite a partir dessa atividade agropecuária. Logo após, foi aberto o espaço para o debate, em que todos puderam: sugerir, fazer comentários e críticas e trazer informações para o diálogo. “Essa Conferência é para construirmos uma proposta para o Território, e também especificamente para o Município. De forma democrática apontamos e votamos, e ainda botamos no papel, o que será já um passo. Faremos, no futuro, um seminário com representação dos dez municípios para construirmos nosso desejo de desenvolver nossa produção”, disse Robson. Várias sugestões foram feitas: Lércio, Secretário do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Canudos-BA, indicou focar na busca pelo selo de inspeção para facilitar vendas de produtos da atividade; o Veterinário Francisco Cândido recomendou a busca por uma usina de beneficiamento de leite e um “plano” de integração de produção entre as realidades de beira de Rio e de Sequeiro, inclusive com adutoras; Cândido lamentou a desativação de centros de pesquisa agropecuária como o de Pilar; Rodolfo Pereira, Técnico em Agropecuária pelo Banco do Nordeste, falou da potencialidade da caprinocultura nessa região e sugeriu, entre tantas coisas, um plano de assistência técnica às propriedades, a disponibilização de equipamentos e tecnologias aos produtores (a exemplo de forrageiras), a publicidade da atividade e dos eventos na área (marketing) e também fez críticas a ausência de representantes de associações e sindicatos locais no Evento, assim como Adriano Lima, da Associação do Icó de Cima; José Ivan, Presidente da Associação de São Bento, aconselhou se buscar a união, cooperação e organização dos produtores; o Jornalista Maurízio Bim propôs a retomada de uma comissão de comunicação que seja independente, integrada e que planeje a promoção e divulgação da caprinocultura; o Técnico e Extensionista Luiz Augusto, chamou atenção para se trabalhar o lado social das famílias de caprinocultores, antes mesmo de se pensar a produção na propriedade.

Comentários também registrados: o Vereador Theodomiro Mendes fez críticas aos projetos da área que são executados, com volumosas verbas gastas, mas que tem fim com a novas administrações institucionais; o Agricultor Joselino, da Fazenda Baixa do Brejo, deu um breve testemunho das dificuldades por que passa sua propriedade, citando a baixa disponibilidade de água e falta de investimentos dos governos; os agropecuaristas Zenildo Nascimento e Nair Pereira reclamaram das barreiras impostas à comercialização do leite de cabra, já Pedro Torres lamentou o fechamento da EBDA; Sílvio de Canudos falou de uma experiência com feira de caprinos e formação de fundo de pasto no seu município, isso por iniciativa de produtores rurais; Anselmo Vital, Técnico do Instituto de Meio Ambiente da Bahia –INEMA, convidou todos para uma consulta pública, na próxima sexta nesse espaço da Câmara, a respeito de uma Área de Proteção Ambiental a ser criada em Curaçá, a qual deve trazer algum impacto à caprinocultura. Anselmo também fez elogios ao debate do Encontro de Caprinocultura e fez sugestões para maior compra de alimentos da caprinocultura por meio do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA e recomendou a adesão do Município ao Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária - SUASA; Cândido rebateu indicando o SIE (Estadual) devido à estrutura já existente no Governo da Bahia; o Vereador Januário Brandão reclamou da “ausência” do Estado no atendimento ao produtor, na: infraestrutura, crédito e assistência. Outros oradores também fizeram uso da palavra concordando ou não com os discursadores anteriores. Logo após, os organizadores fizeram um resumo das propostas e votaram por sua aprovação, a qual foi positivamente unânime. Então, a reunião foi encerrada por volta das 13h.



Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Curaçá/Blog Boletim curaçá.

Nenhum comentário: