FESTA DOS VAQUEIROS

FESTA DOS VAQUEIROS
FESTA DOS VAQUEIROS CHORROCHO-BA

quinta-feira, junho 30, 2016

ESTAMOS VIVENCIANDO NO BRASIL "SEM LEI" A PF PRENDENDO TODOS DESDE DOS CORRUPTOS AOS GRANDES TRAFICANTES.

Tabela Periódica: Fraude em licitações de ferrovias causou prejuízo maior que R$ 630 mi

Deflagrada na manhã desta quinta-feira (30) em oito estados, incluindo a Bahia, a Operação Tabela Periódica envolve 200 policiais federais, 26 peritos criminais federais e 52 agentes do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, para o cumprimento de 44 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de condução coercitiva. Executivos de diversas empreiteiras são alvos dos mandados de condução coercitiva: Maurício de Castro Jorge Muniz, da Carioca Engenharia (Rio de Janeiro); José Carlos Tadeu Gago Lima, da Constran, em Santos (SP); José Henrique Massucato, da Galvão Engenharia, em Brasília/DF, Reinaldo Batista de Medeiros, da Mendes Jr, também em Brasília (DF); Pedro Augusto Carneiro Leão Neto, da Odebrecht, em São Paulo (SP); Ricardo Ferraz Torres, da Odebrecht, no Rio de Janeiro (RJ); Luiz Ronaldo Cherulli, da Queiroz Galvão, em Brasília (DF); Rui Novais Dias, da Queiroz Galvão, em Fortaleza (CE); Rui Vaz da Costa Filho, da Queiroz Galvão, em São Paulo (SP), Djalma Florêncio Diniz, da Pavotec, em Belo Horizonte (MG); Ricardo Augusto Novais, da SPA Engenharia, em Belo Horizonte (MG); Denise Moraes Carvalho, da CR Almeida, em Pinhais (PR); Hélio Carrijo da Cunha, da CR Almeida em Curitiba (PR); e Raul Clei Siqueira, da CR Almeida, também em Curitiba (PR). São investigados crimes de cartel, fraude em licitações, corrupção, peculato e lavagem de dinheiro em obras da ferrovia Norte-Sul. Os mandados foram pedidos pelo Núcleo de Combate à Corrupção do MPF/GO e emitidos pelo juiz substituto da 11ª Vara Federal da Seção Judiciária de Goiás, especializada em crimes financeiros e lavagem de dinheiro.

As apurações que já haviam sido realizadas no âmbito da Operação Recebedor, com perícias criminais feitas pela Polícia Federal, já apontava prejuízos ao erário calculado em R$ 631.544.676,51, considerando apenas os trechos executados na construção da Ferrovia Norte-Sul, no âmbito de Goiás. Considerando os trechos nos outros estados (incluindo da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol, na Bahia), o valor pode ser bem maior, mas a estimativa ainda não foi divulgada. O cumprimento dos mandados desta quinta (30) visam colher provas adicionais do envolvimento de empreiteiras e de seus executivos na prática de cartel, fraude em licitações e pagamentos de propina a ex-diretores da Valec, estatal do setor de transportes, referentes aos contratos de construção das ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste, revelados pela Camargo Corrêa no acordo de leniência. As investigações buscam também fortalecer as provas relacionadas a investigações criminais encerradas ou ainda em curso na Polícia Federal.

BN

Nenhum comentário: